Apostadores vão receber 100,92 euros

Inspecção de Jogos decide que "jackpots" no Casino Lisboa foram “avaria técnica”

O fabricante das slot machines vai ter de apresentar um relatório à Inspecção Geral de Jogos Rui Gaudêncio

Os supostos prémios de quatro e 90 milhões de euros que duas slot machines atribuíram a dois apostadores do Casino Lisboa no início de Janeiro resultaram de “avaria técnica”. A conclusão é da equipa da Inspecção de Jogos, que em comunicado afirma que os valores anunciados como prémios por aquelas máquinas nem sequer “se encontram previstos nos respectivos planos de pagamentos”.

Assim, em vez dos 4.100.654,08 euros e 90.000.000 euros que os dois apostadores viram piscar nos monitores das máquinas na madrugada do dia 11 de Janeiro no casino, irão receber um total de 100,92 euros. A um jogador será pago um prémio de 20,30 euros e ainda 46,38 euros de créditos não usados por as máquinas terem sido bloqueadas após o aviso do suposto jackpot. E o outro jogador receberá 24,24 euros de prémio, acrescido de 10 euros de créditos.

“O aparecimento de prémios com o valor e a configuração descrita (...) apenas podem ser justificados pela ocorrência súbita, imprevisível e não provocada de um erro ou avaria do controlador do progressivo, cuja causa cumpre à empresa fabricante identificar”, lê-se no documento. O lote de 12 máquinas onde estão inseridas as duas que apresentaram problemas só poderá voltar a funcionar depois de o fabricante das slot machines apresentar ao Serviço de Inspecção de Jogos relatórios “conclusivos” sobre as causas das avarias.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues