Os dois novos partidos fazem contas e reavaliam estratégias. Permitir ao PSOE e ao PP governar é apostar na estabilidade, não o fazer é correr menos riscos, a seis meses das legislativas.