Bento XVI dissera esta semana estar a preparar uma deslocação à Terra Santa

Ehud Olmert confirma visita do Papa a Israel em Maio

O Papa confirmara a 12 de Fevereiro que estava a preparar uma deslocação a Israel Vincenzo Pinto/Reuters (arquivo)

O primeiro-ministro israelita, Ehud Olmert, confirmou hoje a visita do Papa Bento XVI a Israel já em Maio próximo, considerando-a “importante” em declarações à imprensa antes da reunião semanal do conselho de ministros.

Esta é a primeira confirmação oficial dada por Israel sobre a ida do Sumo Pontífice à Terra Santa, tendo Olmert precisado que o Papa será “acompanhado durante a visita” – a ser organizada pelo gabinete do chefe de Governo – pelo Presidente israelita, Shimon Peres.

Na véspera, o porta-voz dos serviços de imprensa do Vaticano, Federico Lombardi, qualificara a já falada visita de Bento XVI a Israel como uma “decisão corajosa”: “Há algumas incertezas sobre a situação política, numerosas divisões internas nos diferentes campos. Há tensões contínuas numa região assolada por conflitos e recentemente palco de uma guerra que devastou a Faixa de Gaza e deixou o seu povo profundamente ferido”, explicou o clérigo em declarações à Radio Vaticano.

O Papa confirmara a 12 de Fevereiro passado que estava a preparar uma deslocação a Israel, numa ocasião em que o Vaticano recebeu uma delegação da Conferência de organizações de judeus norte-americanos, descrevendo Israel como “uma terra que é santa tanto para os cristãos como para os judeus, pois as raízes da nossa fé estão lá”. Na mesma ocasião, Bento XVI condenou a negação do Holocausto tentando pôr fim à polémica desencadeada pela sua decisão de integrar o bispo britânico Richard Williamson, e três outros bispos, todos excomungados pelo Papa João Paulo II. Numa entrevista dias antes da decisão de Bento XVI, o bispo Williamson disse numa entrevista não acreditar na existência de câmaras de gás nos campos nazis e duvidar que tivessem morrido mais de 300 mil judeus durante o regime de Hitler.

De acordo com a imprensa italiana, esta visita do Papa – a primeira que Bento XVI fará à região – deverá decorrer entre 8 e 15 de Maio, arrancando em Amã e prosseguindo depois com etapas em Jerusalém, Nazaré e Belém.

Nos Blogues